sexta-feira, 29 de maio de 2020

Solidão de uma solteira





Às vezes eu fico pensando porque choro de solidão, porque não consigo gostar de alguém?

 Será que eu vou viver  sempre sozinha? Não se engane, achando que eu não gosto de estar comigo mesma, eu gosto, mas não quero ficar sozinha pra sempre... 

Eu quero me apaixonar, e que seja recíproco como parecia ser da última vez. Mas só me machucaram.
Me sentir segura, assalvo, que seja algo leve e agradável, durável, atencioso... Amável.

 Mas o tempo está passando,  não tenho mais aquele frescor todo na pele... Somente na alma, que quer viver dias alegres, que pensa alto, que voa longe como se ainda tivesse seus vinte e poucos anos...

Mas ao mesmo tempo é tão bom estar nesse mundo por mim, sem ter que se preocupar com outro, sem ter que achar isso ou aquilo, fazer o que quero, quando quero, não esperar nada de ninguém.


Aí a tristeza volta, a realidade é outra e choro outra vez, de solidão, de não entender porque não consigo deixar alguém entrar...

Talvez seja melhor assim, ser fria para não sofrer mais,  para não correr riscos...
Mas e aqueles que me gostam? Porque não consigo ser recíproca?
Dói não ser, tendo a sensibilidade de entender, de saber, mas também de temer... Só mais um pra me fazer de boneca!

E dia após dia, sentimentos contrários nascem e morrem e continuo sem saber porque choro.

Cacau Machado.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Solidão de uma solteira

Às vezes eu fico pensando porque choro de solidão, porque não consigo gostar de alguém?  Será que eu vou viver  sempre sozinha? Nã...