quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Perdemos a CAPACIDADE de nos INDIGNAR?

Repassandooooo

Perdemos a CAPACIDADE de nos INDIGNAR?

- Um motorista do Senado ganha mais para dirigir um automóvel

do que um oficial da Marinha para pilotar uma fragata !
http://www.naval.com.br/blog/wp-content/uploads/2009/06/fragata-bosisio-f48.jpg

- Um ascensorista da Câmara Federal ganha mais para servir os elevadores da casa do que um oficial da Força Aérea que pilota um Mirage.
http://www.aereo.jor.br/wp-content/uploads/2009/07/mirage-f-1-ct-foto-armee-de-l-air.jpg

- Um diretor que é responsável pela garagem do Senado ganha mais que um oficial-general do Exército que comanda uma Região Militar ou uma grande fração do Exército.
http://g1.globo.com/Noticias/Politica/foto/0,,14415981-EX,00.jpg


- Um diretor sem diretoria do Senado, cujo título é só para justificar o salário,ganha o dobro do que ganha um professor universitário federal concursado, com mestrado, doutorado e prestígio internacional.
http://www.teclasap.com.br/blog/wp-content/uploads/2007/12/professor.jpg

- Um assessor de 3º nível de um deputado, que também tem esse título para justificar seus ganhos, mas que não passa de um "aspone" ou um mero estafeta de correspondências, ganha mais que um cientista-pesquisador da Fundação Instituto Oswaldo Cruz, com muitos anos de formado, que dedica o seu tempo buscando curas e vacinas para salvar vidas.
http://www.estadao.com.br/fotos/GermanBuitron_UnamDiv288.jpg

- O SUS paga a um médico, por uma cirurgia cardíaca com abertura de peito, a importância de R$ 70,00, equivalente ao que uma diarista cobra para fazer a faxina num apartamento de dois quartos.
http://t1.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcTDjcRERR8U8-ooBcBYpygXDUC5alubm2eaVgtuQNE1NPnvHu4q&t=1

PRECISAMOS URGENTEMENTE DE UM CHOQUE DE MORALIDADE NOS TRÊS PODERES DA UNIÃO, ESTADOS E MUNICÍPIOS, ACABANDO COM OS OPORTUNISMOS E CABIDES DE EMPREGO.

OS RESULTADOS NÃO JUSTIFICAM O ATUAL NÚMERO DE SENADORES, DEPUTADOS FEDERAIS,
ESTADUAIS E VEREADORES, TAMPOUCO O DINHEIRO GASTO PARA MANUTENÇÃO DESTE CONGRESSO NACIONAL, QUE É O MAIS CARO DO MUNDO.

TEMOS QUE DAR FIM A ESSES "CURRAIS" ELEITORAIS, QUE TRANSFORMARAM O BRASIL NUMA OLIGARQUIA SEM ESCRÚPULOS, ONDE OS NEGÓCIOS PÚBLICOS SÃO GERIDOS PELA “BRASILIENSE COSA NOSTRA”.

O PAÍS DO FUTURO JAMAIS CHEGARÁ A ELE, SEM QUE HAJA RESPONSABILIDADE SOCIAL E COM OS GASTOS PÚBLICOS.

JÁ PERDEMOS A CAPACIDADE DE NOS INDIGNAR.
PORÉM, O PIOR É ACEITARMOS ESSAS COISAS, COMO SE TIVESSE QUE SER ASSIM MESMO, OU NADA PODEMOS FAZER, OU TEM MAIS JEITO.

VALE A PENA TENTAR.

PARTICIPE DESTE
ATO DE REPULSA.

REPASSE! NÃO SEJA OMISSO. NÃO AO CONGRESSO NACIONAL E SUA QUADRILHA.

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

Carta da DRA. MARIA ISABEL LEPSCH AO GOVERNADOR SERGIO CABRAL

Repassando, claro!Mais uma utilidade pública que recebi via e-mail...

Vale a pena ler!


Que orgulho ter esta médica aqui em Niterói. No final da carta ela coloca todos os seus endereços.


Carta da DRA. MARIA ISABEL LEPSCH AO GOVERNADOR SERGIO CABRAL
Leiam e solidarizem-se, divulgando.
Sabe, governador, somos contemporâneos, quase da mesma idade, mas vivemos
em mundos bem diferentes.

Sou classe média, bem média, médica, pediatra, deprimida e indignada com as
canalhices que estão acontecendo.

Não conheço bem a sua história pessoal e certamente o senhor não sabe nada da minha também.

Fiz um vestibular bastante disputado e com grande empenho tive a oportunidade de freqüentar
a Universidade do Estado do Rio de Janeiro, hoje esquartejada pela omissão e politiquices
do poder público estadual.

Fiz treinamento no Hospital Pedro Ernesto, hoje vivendo de esmolas emergenciais
em troca de leitos da dengue.

Parece-me que o senhor desconhece esta realidade. O seu terceiro grau não foi tão
suado assim, em universidade sem muito prestígio, curso na época pouco disputado,
turma de meninos Zona Sul ...

Aprendi medicina em hospital de pobre, trabalhei muito sem remuneração em troca de aprendizado.

Ao final do curso, nova seleção, agora, para residência. Mais trabalho com pouco dinheiro
e pacientes pobres, o povo.. Sempre fui doutrinada a fazer o máximo com o mínimo.

Muitas noites sem dormir, e lhe garanto que não foram em salinhas refrigeradas costurando
coligações e acordos para o povo que o senhor nem conhece o cheiro ou choro em momento de dor..

No início da década de noventa fui aprovada num concurso para ser médica da Secretaria de
Saúde do Estado do Rio de Janeiro'. A melhor decisão da minha vida, da qual hoje mais do que
nunca não me arrependo, foi abandonar este cargo .

Não se pode querer ser Dom Quixote, herói ou justiceiro. Dói assistir a morte por
falta de recursos. Dói, como mãe de quatro filhos, ver outros filhos de outras mães
não serem salvos por falta de condições de trabalho.

Fingir que trabalha, fingir que é médico, estar cara-a-cara com o paciente como
representante de um sistema de saúde ridículo, ter a possibilidade de se contaminar e
se acostumar com uma pseudo-medicina é doloroso, aviltante e uma enorme frustração.

Aprendi em muitas daquelas noites insones tudo o que sei fazer e gosto muito do que
eu faço. Sou médica porque gosto. Sou pediatra por opção e com convicção.
Não me arrependo. Prometi a mim mesma fazer o melhor de mim.

É um deboche numa cidade como o Rio de Janeiro, num estado como o nosso assistir
políticos como o senhor discursarem com a cara mais lavada que este é o momento de
deixar de lenga-lenga para salvar vidas.

Que vidas, senhor governador ? Nas UPAS? tudo de fachada para engabelar o povão!!!!
Por amor ao povo o senhor trabalharia pelo que o senhor paga ao médico?
Os médicos não criaram os mosquitos. Os hospitais não estão com problema somente agora.
Não faltam especialistas. O que falta é quem queira se sujeitar a triste realidade do médico
da SES para tentar resolver emergencialmente a omissão de anos.

A mídia planta terrorismo no coração das mães que desesperadas correm a qualquer
sintoma inespecífico para as urgências...

Não há pediatra neste momento que não esteja sobrecarregado. Mesmo na medicina privada
há uma grande dificuldade em administrar uma demanda absurda de atendimentos em
clínicas, consultórios ou telefones. Todos em pânico.

E aí vem o senhor com a história do lenga-lenga.

Acorde governador ! Hoje o senhor é poder executivo. Esqueça um pouco das fotos
com o presidente e com a mãe do PAC, esqueça a escolha do prefeito, esqueça a
carinha de bom moço consternado na televisão.

Faça a mudança. Execute.

"Lenga-lenga" é não mudar os hospitais e os salários.

Quem sabe o senhor poderia trabalhar como voluntário também. Chame a sua família.
Venha sentir o stress de uma mãe, não daquelas de pracinha com babá, que o senhor
bem conhece, mas daquelas que nem podem faltar ao trabalho para cuidar de um
filho doente. Venha preparado porque as pessoas estão armadas, com pouca
tolerância, em pânico.

Quem sabe entra no seu nariz o cheiro do pobre, do povo e o senhor tenta virar o jogo.

A responsabilidade é sua, governador.

Afinal, quem é, ou são, os vagabundos, Governador ?

Dra. Ma. Isabel Lepsch

ICARAÍ Rua Miguel de Frias 51 sala 303 Tel: 2704-4104/9986- 2514

NITERÓI Av. Amaral Peixoto 60 sala 316 Tel: 2613-2248/2704- 410 4/9982- 8995

SÃO GONÇALO Rua Dr. Francisco Portela 2385 Parada 40 Tel: 2605-0193/3713-

0879

Dr. Luiz Nunes de Araújo

Medico do Trabalho

fones: (92) 9114 5874

236 6615

2129 9004

E-mail: dr.lna@ig..com. br,

dr.lna@hotmail. com

dr.ina@unimed.com.br

Através da Divulgação é que podemos tentar ajudar a diminuir a

DESASISTÊNCIA TOTAL DO GOVERNO AOS HOSPITAIS PÚBLICOS DO BRASIL

domingo, 2 de outubro de 2011

Caneca com pimentas artificiais

Oi gente, meu bloguito estava travado, um tal de foco de mallware, sei lá... mas consegui desbloquear excluindo minha lista de blogs das amigas que ficava na coluna do blog do lado direito, uma amiga teve o mesmo problema e ao fazer isso, teve o bloguxo dela de volta, me passou a dica e tive que fazê-lo... Então se teu blog der Tiute, exclua a lista de blogs, depois de um tempo, voltarei com ela, já que salvei... Mas ainda sou seguidora das amigas do mesmo jeito, ok...



Então, de volta ao lar, acabei de fazer um enfeite pra minha cozinha, e trouxe o passo a passo que é facílimo pra vocês...

Você vai precisar de:
Uma caneca(nova, velha, amada, quebrada, etc...)
Argila
Pimentas ou frutinhas artificiais(podem ser flores também)
Tesoura.

Essa caneca foi maridex que deu, já fazia um tempo já, mas adorava tomar café com ela, mas ao lavar, ela escorregou da minha mão e bateu na pia, quebrou mas não desmontou, e ficou com esse furinho... Jogar fora? Nem pensar...



Fui pegando pedaços de argila e colocando no fundo da caneca, não precisa encher...



Essas são as frutinhas que acho que são morangos, e esse ramo custou 1,50,
e a pimenta que o ramo custou 3,00.



Com a ajuda da tesoura, corte os raminhos do ramo principal, é arame coberto por plástico.



Coloque os raminhos na argila dentro da xícara, espetando e organizando-os,
viu como é super fácil?

Seu arranjinho pronto... Como diz minha amiga Geyse, ficou muito Dury!!!
E pra quem quer vender, uma boa dica, pois é um enfeite de grande efeito decorativo.

BJkas, fiquem com Deus...
Falem comigo, ok...

Ana Carla