domingo, 27 de fevereiro de 2011

Cores na decoração


Cada uma tem um significado particular, diferenciando-a claramente das outras. Conheça os perfis personalizados de cada cor, para poder escolher a melhor para as várias divisões da sua casa.

VERMELHO VIVO

A cor da paixão e das emoções mais intensas, o vermelho é, acima de tudo, revigorante. Confere energia e estímulos positivos a qualquer ambiente, sendo, por isso mesmo, uma das cores indicadas para o quarto de um casal. Com um tom mais escuro, confere ao espaço um ar sensual, quente e acolhedor; para conseguir um ambiente mais feminino ou romântico, opte por um tom mais claro, a fugir para o rosa. O vermelho é ainda uma boa opção para um escritório. Para além das energias positivas que emana, é também a cor da ambição.

VERDE VIBRANTE

O verde é, sem dúvida, a cor da fertilidade, da natureza e do crescimento. A sua proximidade com os recursos naturais confere-lhe características poderosas como a renovação e a regeneração. Neste sentido, funciona perfeitamente quando utilizado num escritório. Considerada a cor que é mais agradável para a vista, traz paz e segurança. Um calmante natural que ajuda a relaxar e a aliviar a exaustão, o verde é o nosso melhor amigo no fim de um dia cansativo, por isso, aplique-o na sala de estar, no quarto ou até no banheiro.

AZUL ADORÁVEL

Além de ser a cor da tranquilidade, o azul transmite seriedade e confiabilidade. Com uma mistura de misticismo e de devoção, um espaço azul é excelente para a meditação e para a busca de inspiração. Purificante e gerador de um bem-estar generalizado, as suas vibrações frescas relaxam os músculos, acalmam a mente, diminuem a ansiedade e estimulam o sono – ideal para um banheiro, sala de estar ou qualquer quarto, até de um bebé. O azul é ainda uma cor que suprime o apetite, por isso, se sempre sonhou com uma cozinha ou sala de jantar azul, talvez seja melhor reconsiderar.

LARANJA LIBERTADOR

Diz-se que o laranja é a cor da comunicação: aumenta o optimismo e a confiança, fazendo crer que tudo é possível. Aplicado num escritório, apresenta forças positivas como a energia, a criatividade, a motivação e a prosperidade. Simultaneamente estimulante e relaxante, num quarto, o laranja pode ser acolhedor durante a noite e ser a inspiração perfeita para saltar da cama de manhã. A cor laranja é a solução ideal para divisões com pouca luz. Impulsiona a sociabilidade, a tolerância e a espontaneidade, sendo assim uma alternativa original para fugir aos habituais azul e cor-de-rosa nos quartos dos miúdos. Um toque de laranja na sala de jantar ou na cozinha é o ingrediente perfeito para abrir o apetite!

CASTANHO CHIQUE

Muito quente e raramente agressivo, o castanho surge como uma cor neutra, passível de ser combinada com um sem número de tons distintos. A sua suavidade, aliada a valores como a simplicidade, robustez, conforto e confiança, fazem deste um tom que goza de múltiplas aplicações. O castanho é uma cor que se adequa a qualquer espaço, porém, e enquanto homenagem à amizade e às relações sólidas, pode e deve ser visto nas entradas, nas salas de estar e de jantar.

AMARELO ADMIRÁVEL

Aclamada a cor do sol, o amarelo gera calor e vida. É o tom mais associado à alegria e tem características muito positivas: anima, encoraja e é extremamente otimista! Pode, por isso mesmo, ser perfeita para um quarto, em tons mais suaves; ou para um banheiro, em tons mais vibrantes, para ajudar os dorminhocos a enfrentar cada dia com muita energia. Enquanto cor da luz, é aconselhada para qualquer ambiente social, como a cozinha, a sala de estar ou de jantar; e milagrosa quando aplicada a divisões mais escuras. O amarelo representa a inteligência e a sabedoria, estimula a atividade mental e a criatividade, sendo ainda uma boa opção para o escritório.

PÚRPURA PERFEITO

Cor da realeza e da espiritualidade, o púrpura remete para o mistério e para a meditação. Considerada uma cor purificante, é o equilíbrio perfeito entre a inteligência e a compreensão, a sensibilidade e a espiritualidade, o sonho e a realidade. O púrpura exprime proteção e luxo, por isso, pode ser uma boa escolha para a sala de estar. É ainda uma cor com muita força, que estimula a criatividade, daí que possa ser utilizada nos quartos de crianças ou adolescentes.

BRANCO BELO

O branco é a mistura de todas as cores, mas ganha a sua própria identidade ao assumir contornos de pureza, simplicidade e paz. É extremamente positiva, na medida em que estimula o bem-estar e a imaginação. Declarada a cor do amor divino e da inocência, é muitas vezes considerada perfeita. Purifica e limpa tudo o que toca, estando intimamente ligada ao espaço e à liberdade. O branco é assim perfeito para “aumentar” qualquer divisão da casa e combina com absolutamente tudo!

PRETO PODEROSO

Oposto do branco, o preto define-se por “ausência de cor”, uma vez que absorve todas as outras. Mesmo assim é o expoente máximo da elegância: pode ser educadamente discreto ou poderosamente vistoso. Pode ser sóbrio, mas ninguém lhe tira o charme, o mistério e a curiosidade que o envolvem constantemente. Dois lados da mesma moda que ficam bem em qualquer canto da casa, adaptando e transformando qualquer peça, de qualquer cor.

CINZA CLÁSSICO

Diz-se que é o novo preto e pode bem ser, dada a sua versatilidade, como camaleão. Como os seus congéneres branco e preto, é uma cor neutra, mas nunca passa despercebida. Sofisticado e envolvente, o cinza dá-se bem com quase todas as cores, sendo uma aposta arrojada para qualquer parte da casa, incluindo o quarto. Isto porque o cinza até ajuda a combater as insónias.

CURIOSIDADE COLORIDA

Um estudo efetuado pelo psicólogo J. Bamz vai ainda mais longe ao associar a idade às escolhas de cor: o vermelho está associado ao período entre o 1 e os 10 anos de idade, fase do rebuliço e da espontaneidade; o laranja está relacionado com a fase entre os 10 e os 20 anos, que corresponde à idade da imaginação, do entusiasmo e da aventura; o amarelo é associado ao período entre os 20 e os 30 anos de idade, uma fase que compreende força, poder e vaidade; o verde corresponde ao período entre os 30 e os 40 anos, uma idade que remete para a diminuição da energia juvenil por um lado e uma crescente tranquilidade por outra; o azul está ligado à fase dos 40 aos 50 anos, uma idade onde reina a inteligência e a reflexão; o púrpura caracteriza as idades entre os 50 e os 60 anos, com destaque para valores como a sensatez, espiritualidade e ordem; por fim, o roxo está relacionado com aqueles que têm já mais de 60 anos, ou seja, a idade da sabedoria, da experiência e da bondade.

E você, qual cor mais gosta? E qual ambiente da sua casa já ousou em colorir e adorou o visual? Conte pra gente... Texto daqui.

Bjs
Ana Carla

Nenhum comentário:

Postar um comentário